16 de junho de 2008

A estatística histórica e técnica no futebol

2 comments

O futebol traduzido em números. A estatística hoje em dia é fundamental para um elenco se tornar vitorioso.

Em uma época em que o futebol é cada vez mais disputado e as equipes demonstram grande equilíbrio, os clubes de ponta buscam se armar com todo o tipo de informação. As partidas se decidem nos detalhes. Neste panorama, a estatística vem sendo muito utilizada por treinadores e comissões técnicas de futebol como uma munição importante na busca pela vitória.

Em qualquer área de atuação, aqueles que detêm mais informação sobre si mesmos e seus concorrentes levam vantagem. Da mesma forma, no futebol profissional a obtenção de informações estratégicas tem crescido muito fora das quatro linhas e, hoje, a utilização das estatísticas neste campo é uma realidade.

A estatística pode ser dividida em dois grupos: histórica e técnica. No que se entende como estatística histórica, encontramos todos os tipos de levantamentos sobre campanhas, quantidade de partidas, escalações, confrontos. É o uso mais corrente também pela imprensa esportiva. Neste tipo de levantamento, surgem os grandes tabus, as listas de mil gols, as séries invictas, os grandes artilheiros da história.

No trabalho de comissão técnica, esta estatística pode ser utilizada de diversas formas, como na avaliação do comportamento do árbitro (quantidade de cartões, tipo de falta marcada, perfil disciplinar), ou ainda analisando os técnicos adversários (tipos de substituições que ele costuma fazer, esquemas que mais utiliza, entre outros).

Na estatística técnica, ou scout, procura-se fazer uma contagem das atuações dos jogadores, buscando uma análise de seu desempenho individual e da equipe. O termo scout tem sua origem na estratégia militar quando os soldados destacavam um observador avançado para estudar as táticas adversárias. Hoje, a estatística técnica é mais abrangente, pois pode ser utilizada pelos treinadores durante os treinamentos para melhorar o desempenho de seus jogadores. Além disso, é possível antecipar muitas informações táticas adversárias.

O scout é a quantificação de fundamentos técnicos, como passe, lançamento, faltas, finalizações, desarmes. Através dele, identifica-se o estilo de um jogador ou de uma equipe. Como o futebol é um esporte em que a repetição dos fundamentos e das jogados é muito cobrada, o scout auxilia naquilo que é mais geral nas atuações dos jogadores e das equipes.

Ainda, com o apoio de imagens editadas, o treinador pode cruzar o scout e observar as jogadas de sua equipe, buscando o aprimoramento de seus treinamentos ou saber quais são as principais jogadas de seus adversários e prevenir-se delas.

Um bom exemplo disso foi a final da Copa do Brasil de 2001. O Grêmio precisava vencer o Corinthians em São Paulo no jogo de volta para ser campeão. E o técnico Tite valeu-se de uma observação estatística. Como a saída de bola dos zagueiros corintianos apresentava um alto percentual de erro de passes, o técnico marcou a saída de bola das outras opções e deixou os zagueiros livres. Com isso, ganhou numericamente na marcação e pôde esperar um muito provável erro dos zagueiros. Resultado: uma falha de João Carlos, em uma saída de bola, proporcionou a marcação de um gol.

Outra boa utilização da estatística é a observação de cobranças de pênalti, principalmente, quando o batedor repete demais o mesmo canto. Num treinamento, pode ser quantificada a tendência de um batedor ou de um goleiro. É claro, que no momento da partida algo pode mudar, mas é mais provável que um jogador mantenha um procedimento ao qual ele já esteja acostumado.

A estatística técnica é aproveitada também pela preparação física, pois no detalhamento da característica técnica de cada atleta, o preparador pode programar treinamentos específicos para cada tipo de jogador. Nas categorias de base, o scout é também uma ferramenta que pode identificar as deficiências técnicas dos atletas, proporcionando aos treinadores a criação de treinamentos visando o desenvolvimento destas deficiências e ainda re-avaliarem a performance do atleta em um jogo.

Fonte: Fábio Tura - Revista Invicto

Deixe seu comentário

2 comentários:

  1. Pedro Dias17/06/08 04:33

    Prezados,

    represento o blog www.atattoo.blogspot.com e gostaria de realizar parceria com a troca de links / banner com o seu site. Nossas estatísticas: http://www.sitemeter.com/?a=stats&s=s38atattoo

    Caso se interesse, insira um dos nossos banners disponíveis em http://atattoo.blogspot.com/2008/04/blog-post.html e, em seguida, nos envie um e-mail ( contattoo@gmail.com ) informando:
    - Em qual página poderemos verificar o nosso link / banner.
    - Onde encontraremos o seu banner ou qual texto devemos incluir como descrição do link.

    Dados para inclusão na área de parceiros: http://atattoo.blogspot.com/2008/06/sites-e-blogs-parceiros.html

    Fico no aguardando o seu contato e desde já agradeço.

    Att.,
    Pedro Dias.

    ResponderExcluir